5/05/2021

Resíduos plásticos no seu dia a dia: Dicas práticas para reduzir !

como reduzir resíduos pláticos

Não é nenhum segredo que a modernidade sofre com um grave problema de poluição por resíduos plásticos. Seja pelo mau descarte do material ou pelo consumo frenético de embalagens plásticas no cotidiano.

Ultimamente, a preocupação com o controle desses resíduos tem se tornado uma iniciativa global de grande impacto. Mesmo assim, esse ainda é um problema grave, atualmente apenas 20% dos resíduos plásticos produzidos são reciclados, segundo pesquisas da WWF.

É natural que pessoas que não atuem na produção de embalagens plásticas em larga escala, vejam como insignificantes seus esforços para reduzir o consumo desses resíduos. Apesar disso, uma simples mudança de hábitos é uma medida crucial para combater essa problemática e contribuir para uma importante causa ambiental.

É claro que é possível reconhecer uma dificuldade em mudar hábitos que já nos foram condicionados a tanto tempo. Pensando nisso, neste artigo te contaremos algumas dicas práticas para começar a reduzir o consumo de resíduos plásticos e fazer a diferença nessa luta.

Mas antes de tudo é importante entender a relevância dessa causa e reconhecer quais os prejuízos para o meio ambiente pelo consumo de embalagens plásticas.

Por que se preocupar com o excesso de resíduos plasticos?

De acordo com pesquisas realizadas pela WWF-Portugal, resíduos plásticos levam em torno de 500 anos para se decompor. Além disso, estima-se que anualmente 8 milhões de toneladas de plástico são descartados no mar, o que vem causando a morte de inúmeros animais marinhos.

O Brasil é o 4° maior produtor de embalagens plásticas do mundo e esse péssimo hábito já colocou diversas das nossas espécies marinhas em risco de extinção. 

Ainda segundo a WWF, em média, cada pessoa produz 1 kg de resíduos plásticos por semana, dessa quantidade apenas 1,2% do material é reciclado. E se medidas não forem tomadas a poluição por plástico tende a dobrar até 2030.

A contaminação da fauna marinha por resíduos plásticos é um problema urgente e real. Mas as consequências dependem intimamente de como a comunidade global irá responder a essa ameaça durante os próximos anos. Será necessário mudar de hábitos!

Como fazer a sua parte? 

São muitos os pequenos hábitos que têm um impacto direto nessa problemática, portanto são muitas as atitudes que podem ser tomadas em prol dessa causa. Elas se estendem desde um descarte mais consciente de resíduos plásticos, até mudanças na forma de consumir alimentos e outros produtos, confira a seguir:

1. Separe o lixo reciclável do lixo orgânico:

Por mais que em sua cidade não exista coleta seletiva, separar o lixo orgânico do reciclável é essencial pois viabiliza a reciclagem feita por catadores. Consequentemente reduzindo o descarte inadequado de resíduos plásticos.

Além disso, essa atitude ajuda a evitar que embalagens plásticas que podem, em sua maioria ser reaproveitadas, acabem em aterros sanitários e lixões. 

2.Troque garrafinhas, canudos e talheres plásticos por reutilizáveis:

O simples ato de trocar uma garrafinha de água plástica comprada por uma garrafa reutilizável de alumínio pode representar uma grande mudança de cultura. 

Esse hábito, além de ajudar o meio ambiente, também é vantajoso para o seu bolso! Ao invés de comprar uma garrafa de água no bar ao lado, você pode simplesmente encher sua garrafinha em um filtro de água. 

Você contribui com a redução de resíduos plásticos e ainda economiza um dinheiro a longo prazo!

3.Invista em sacolas reutilizáveis de algodão para fazer compras:

Pode parecer bobo e até mínimo demais, mas essas sacolas são além de ecológicas, muito resistentes e não arrebentam com a mesma facilidade de sacolas plásticas.

4.Evite alimentos que são vendidos em embalagens plásticas:

Frequentemente encontramos produtos que vêm em embalagens que são agressivas ao meio ambiente sem nenhuma necessidade, evite consumir esses produtos.

Em hortifrutis somos levados a colocar cada variedade em uma sacola plástica, mas isso também pode ser evitado! Quando consumimos apenas uma unidade do produto ele pode ser pensado sem a sacolinha plástica e ter o código de barras colado em sua própria superfície.

5.Evite cosméticos com esfoliantes sintéticos:

Muitos cosméticos, como alguns esfoliantes, contam com resíduos plásticos em sua composição. Um bom hábito é estar atento a rótulos para não consumir mais esse tipo de produto. 

Uma forma interessante de evitar esse tipo de produto é recorrer a produtos caseiros que podem ser feitos com os mais diversos materiais naturais, como a borra de café, por exemplo. 

6.Consuma shampoos e condicionadores em barra:

Esses produtos podem parecer um investimento mais caro em curto prazo, no entanto possuem uma durabilidade muito maior. Além disso, adotar o uso recorrente de cosméticos gerais em barra, evita o descarte de muitas embalagens plásticas ao longo da vida.

7.Troque vasilhas de plástico por vasilhas de vidro:

Prefira ter vasilhas de vidro ao invés de vasilhas de plástico em sua cozinha, além de contribuir com a redução de resíduos plásticos, essas são mais resistentes a rachaduras e possuem maior durabilidade.

8.Reinvente ao invés de descartar:

Hoje em dia se tem muito conteúdo disponível na internet para ressignificar peças e materiais antigos que não são mais usados!

É hora de abusar da criatividade e atribuir para os usos mais inesperados às coisas que já não servem para aquilo que foram produzidas. Um pneu pode virar uma capa para seu pet, uma garrafa um lindo vaso e as opções não param por aí.

É um jeito interessante de reduzir o descarte de resíduos plásticos e ainda fazer algo divertido com o seu tempo.

Agora não tem mais desculpa, use essas dicas para implementar na sua rotina hábitos mais conscientes e contribuir com uma importante causa ambiental! Gostou desse conteúdo? Nos acompanhe nas redes sociais para ter acesso a mais informações.

Facebook

Instagram